27/04/2015

Você que me olha
e não vejo,
você que se infiltra
tal percevejo
no colchão de palha,
abre a janela
que a luz não falha.